Micro e pequenas empresas são alvos de invasores virtuais

Micro e pequenas empresas são alvos de invasores virtuais

Por André Luiz Rodrigues Ferreira, Diretor da Netdeep Tecnologia.

Nos últimos anos, o Brasil assistiu a um expressivo crescimento de micro e pequenas empresas. Segundo cálculo do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), no ano passado, elas respondiam por até 99% das 6,4 milhões de empreendimentos presentes no país. O que a maioria desses empresários ignora, no entanto, é que a segurança na Internet deve ser uma de suas maiores preocupações, sobretudo se lidarem com informações sigilosas, sejam elas pessoais ou de clientes.

Particularmente, nossa equipe tem recebido inúmeros chamados de novos clientes que tiveram seus computadores e sistemas sequestrados por criminosos virtuais, que pedem uma grande quantia em dinheiro para devolver os arquivos. Isso acontece porque hoje, a maioria das micro, pequenas ou até mesmo médias empresas não conta com um sistema de segurança efetivo em seus computadores.  Elas não possuem um fornecedor/prestador de serviços que o oriente sobre as boas práticas de segurança e não dispõem de um plano de ação em caso de ataques virtuais.

Ataques podem atingir suas finanças

Por não contarem com sistemas de segurança muito sofisticados, as micro e pequenas empresas acabam sendo as vítimas preferidas de criminosos virtuais.  Uma pesquisa da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) apurou que mais de 60% desses ataques acontecem em pequenos e médios negócios.

O estudo também revelou que as finanças e dados financeiros são os mais visados pelos golpistas eletrônicos. Ao passo que as grandes corporações contam com recursos e equipes dedicadas a proteger seus dados estratégicos, as micro e pequenas empresas não podem dispor de estruturas tão sofisticadas.

riscos

Como manter meu micro e pequeno negócio seguro

Não importa se sua empresa de pequeno porte tem apenas um computador, ou diversas máquinas e um funcionário ou equipe de TI própria, é importante trabalhar com hardware e software originais, com garantia de fábrica. Também é fundamental proteger seus dados com um firewall – uma barreira que protege e controla as informações que chegam da internet até o seu computador –, e um antispam, sistema responsável por evitar que o usuário receba mensagens maliciosas e lixo eletrônico.

A maioria dos micro e pequenos empresários, acredita que o download de um antivírus gratuito é suficiente para proteger seus negócios. Por serem desenvolvidos para usuários domésticos, esses programas, em comparação a softwares corporativos pagos, são menos eficientes na detecção e no combate das pragas virtuais e não oferecem muitos recursos e funcionalidades, além disso o uso deste produtos domésticos em empresas é considerado “pirataria”.  É importante também ficar atento aos sistemas de backups (cópias de segurança) para garantir que as informações estejam sempre disponíveis.

Com um pequeno investimento, é possível instalar um programa que proteja sua empresa contra vírus, programas maliciosos e verifique todo o conteúdo que é baixado da internet.

Proteja os dados da sua empresa e dos clientes

Sem segurança na rede, aumentam os riscos de infecção por vírus, ataques, vazamento de informações e até mesmo paralisação dos sistemas da sua empresa. Esses problemas podem afetar toda a estrutura tecnológica, provocar a perda de dados corporativos e dos clientes. Os danos à reputação da empresa podem ser irreversíveis, podendo levá-la até mesmo à falência.

protecao

É importante ficar atento e contratar uma empresa especializada em segurança de TI para evitar dores de cabeça.

André Luiz Rodrigues Ferreira é Diretor da Netdeep Tecnologia.
Atua no desenvolvimento de produtos de Tecnologia e Segurança da Informação, com mais de 15 anos de experiência em consultoria para instituições privadas e públicas.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *